terça-feira, 11 de agosto de 2009

O mundo é dos homens

Do dia 17 de julho para cá, nasceram SEIS bebês de amigas(os). E só um era menina!!!!
Viva! Está acabando a hegemonia numérica das mulheres - ruim para os meus filhos, muito bom para a humanidade.
  • 17/07 - nasceu Angelo, da Lu Brasil e do Ga;
  • 20/07 - nasceu a Luísa, filha do Plínio, do meu trabalho;
  • 24/07 - nasceu Giusepe, filho da Karina e do Giu;
  • 28/07 - nasceu Gustavo, filho da minha amigona Lulu e do Fábio;
  • 01/08 - nasceu Tiago, filho do Ruivo e da Analu;
  • 03/08 - nasceu Gabriel, filho da Naza e do Rodrigo. O Gabriel é primo do Giusepe aí de cima.
A propósito, notaram que eu mudei o template?

3 comentários:

Isabella disse...

Adorei o template!

Meu filhote me disse que queria um biscoito BEAST (BIS)...

bjs

Flor disse...

Dri, o blog ficou chique demais!

Amiga, não querendo parecer feminista (mas sendo um pouco), o que a humanidade ganha com tanto homem?

As mulheres, eu sei, ganham mais opção no mercado (horrível, tô falando igual a homem) - o que é muito bom para a minha filhota.

Mas a humanidade perde em inteligência e sensibilidade(rs). Pelo visto, a sociedade vai parar de evoluir... (rs rs rs)

Bia disse...

Notei sim a mudanca do template, e gostei de verdade! É vc mesma quem faz?
Gostei da lista de nascimentos do sexo masculino. Interessante isto... Na época em que tive Yann, conhecera outras futuras maes no mesmo curso preparatório para o parto, as quais esperavam todas meninos... salvo uma! Nao sei, mas tenho mesmo uma queda pelo sexo masculino... Talvez por vir de uma família de 6 mulheres e 1 só homem! Penso que vir ao mundo como homem torna a vida mais fácil.
E para as mulheres, que beleza terem um monte de marmanjos para escolher!
Só nao concordo com sua amiga Flor, que disse que a humanidade vai parar de evoluir com o nascimento de mais homens... e que perderia em inteligência. Estou convencida de que a inteligência nao depende do sexo, mas sim da essência, da heranca genética e do esforco de cada um no caminho que vier a tracar. Acredito na igualdade humana!