sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Eu recomendo

- Nas minhas férias, eu li Leite Derramado, do Chico Buarque. Depois de Estorvo, que foi um estorvo, eu gostei muito de todos os livros de Chico. Inclusive, eu e Arthur amamos um livro infantil lindo dele, o Chapeuzinho Amarelo (já sei quase de cor a história). Esse Leite Derramado tem um texto que te prende, e apesar de não ter parágrafos - como os livros de Saramago - não cansa. Aliás, eu nunca consegui ler nada de Saramago por falta de parágrafos.
- Dei pro Bruno de Dia dos Pais o livro Renato Russo, do Carlos Marcelo. Para quem é fã do rock brasiliense dos anos 80, o livro é uma volta ao passado. Ele fala muito do período inicial de Renato Manfredini jr. em Brasília, fala muito sobre o Aborto Elétrico, mas fala pouco sobre a Legião depois do sucesso nacional. Eu fiquei super nostálgica lendo as centas páginas do livro e passei uma manhã no trabalho só escutando Legião. Do Túnel do Tempo. E o dono do livro, Bruno, ainda não leu.
- O tal do Augusto Cury é best seller no Brasil. Peguei na minha mãe no livro Vendedor de Sonhos e tentei começar a ler. Primeiro, na introdução, ele não se cansa de se vangloriar que vende muitos livros porque é bom, e escreve bem, e tudo o mais. Um saco. O texto é bem lugar comum, eu simplesmente parei antes da página 50. Uma chatice.

2 comentários:

Dri Viaro disse...

Estou correndo hoje, por isso não pude ler, mas desejo pra vc uma semana cheia de bençãos de Deus.
bjssss

volto com mais tempo tá

moninica disse...

leite derramado é uma delícia mesmo! devorei.
dê mais uma chance ao saramago, ele é ótimo e irônico. tente "a viagem do elefante" ou "as intermitências da morte".
beijocas