terça-feira, 5 de abril de 2011

Uma nova Buenos Aires para mim

Já perdi as contas das vezes que já fui a Buenos Aires. E todas foram muito boas (quem conhece sabe como Buenos Aires é bom).

Passei a última semana em Buenos Aires, numas microférias com o Bruno, e meus cunhados Beco e Beth. No meio da semana, o show do U2, no estádio Unico de la Plata, a uma hora de Buenos Aires.

Dessa vez, saímos do centrão turístico da cidade e ficamos hospedados num apart hotel, o Buenos Aires Base, no bairro estiloso de Palermo. Na verdade, era um apart misturado num prédio residencial, ou seja, nos sentimos os próprios portenhos. Recomendo.

Quem quer fugir da Calle Florida e seus camelôs, pedintes e o povo oferecendo churrascarias e couro insistentemente, vai adorar Palermo.

É um bairro residencial. Mas lá pelo centro, tem muitas, mas muitas lojas estilosas. Nada padronizado. As coisas em Buenos Aires não estão baratas para comprar, mas só de olhar já vale a pena. Chegando nas cercanias da Plazoleta Cortázar (ou Plaza Serrano, como queira), os barzinhos são uma delícia: gente jovem e bonita. O calor da semana passada ajudou a ver o povo mais animado, em mesas na rua. Uma noite, fomos a um restaurante auto-intitulado erótico e afrodisíaco Te Mataré, Ramirez. O nome pareceu estranho? O restaurante também é. Muito legal o cardápio erótico, com ambiente vermelho, comidas afrodisíacas e - dizem - shows eróticos. Mas no dia em que fomos, uma terça-feira, não tinha nada de erotismo no show: um grupo tocava blues enquanto uma moça não muito sedutora dançava. Mas dizem que nos fins de semana, o show é quente!

La em Palermo também ficam vários parques, como o Jardín Japones, maravilhoso, com um delicioso restaurante de sushi.




Fomos também ao Malba, o Museu de Arte Latinoamericana de Buenos Aires. Muito bom! Também fica em Palermo. O jardim zoológico também fica ali, não fomos dessa vez, mas há 5 anos com o Arthur bem pequetitico. E numa das noites, fomos ao Las Cañitas, um microbairro também em Palermo, com vários barzinhos na rua, onde encontramos nossos amigos de nossa quadra, Jana e Paulo Emílio.



E O SHOW DO U2?
Você deve estar se perguntando. Uma palavra resume: ESPETACULAR!!!
Porque é um verdadeiro espetáculo ver U2. Me emocionou estar vendo ao vivo aquelas mentes que compuseram tantas músicas que fazem parte da minha vida. Beautiful Day, Sunday bloody Sunday, I still haven't found what I'm looking for?



Duvido que alguém da minha geração não tenha uma lembrança ligada a uma música de Bono Vox e Cia.


Então foi um espetáculo por isso, mas também pela produção. A garra, o telão que não era um coadjuvante, mas o ator principal do show, os 360º de palco que faziam Bono e cia passearem pelo público, tudo isso foi demais. O que me encantou também foi o público do show (formado obviamente por argentinos, mas tinha muitos brasileiros e uruguaios também): um concerto tranquilo, que estava cheio mas tinha espaço para dançar. Sem ninguém te cutucando. Maravilha!

Um comentário:

Mirys + Guigo + Nina disse...

Ai que invejinha boa....

Tinha planos de viajar com o maridinho pra BA, no final de 2009, mas as comemorações de final de ano não deixaram. Então, fico só na vontade...

Bjos e bençãos.
Mirys
www.diariodos3mosqueteiros.blogspot.com

PS: vim parar aqui por indicação da Bia (Ana Beatriz) e do Márcio - meus queridos colegas de faculdade. E amei! Parabéns pelo cantinho!